quarta-feira, 29 de julho de 2015

Risos

Não entendi a piada

Eu sou fã de Paulo Gustavo, que fique claro. Só pela Senhora dos Absurdos, sua personagem mais famosa, ele merece todos os louros.

Com ela, o comediante consegue ser inteligente, sarcástico e escancarar preconceitos e fobias enraizados na nossa sociedade.

Mas quando Paulo Gustavo resolve ser Paulo Gustavo, a piada é diferente. Prova disso é o stand up "Hiperativo", que percorre os teatros do Brasil e passou por Ribeirão Preto. Vi, aplaudi e ri, sem tanto entusiasmo.

O ator, que se tornou um fenômeno para o nicho que o segue na TV paga e nas redes sociais, não esconde a megalomania.

O vídeo de abertura é um exemplo. Nele, Paulo Gustavo está em meio a celebridades e sendo paparicado por garotas chorosas. A trilha é dramática. A mensagem é clara: "Eu sou o máximo". Se foi piada, não entendi.

No show, Paulo Gustavo gasta a maior parte do tempo contando "causos" de suas amigas famosas, de Luana Piovani a Ingrid Guimarães. Meio pretensioso.

O resto se divide entre observações sobre medo de avião, gente bêbada e escatologia. Nada de muito sensacional. 

Paulo Gustavo é engraçado, sim. É bom, acima da média. O problema, para mim, está no formato, o stand up. Deu pra notar o cansaço dele, apesar do esforço.

"Hiperativo" já virou DVD. E, no teatro, serve também para fazer propaganda dos outros produtos do artista, entre eles o filme "Vai que Cola" e a peça "220 volts", com direito a clipes no telão.



Paulo Gustavo conseguiu fama e dinheiro com o teatro. Respeito isso. Mas a exposição trouxe excessos.

Já li entrevistas em que ele fala quanto gasta nisso ou naquilo. As fotos e vídeos postados na internet mostram desde a gritaria dos fãs aos momentos de intimidade com o namorado. 

Não o culpo. São sinais desses tempos em que as figuras públicas não sabem mais o que é autopreservação.

Quando "220 volts" estrear por estas bandas, eu vou. Quero ver a Senhora dos Absurdos e as outras personagens femininas que Paulo Gustavo encarna com tanta maestria. 

Quem sabe assim, travestido e catártico, ele consiga me fazer rir pra valer.

2 comentários:

  1. Não quero estragar a surpresa, ainda mais porque já falamos disso, mas prepare-se: no 220 volts ele está ainda mais megalomaníaco. Mas ainda assim ele é acima da média, como bem colocado por você. Bjo. Jaime

    ResponderExcluir
  2. Paulo Gustavo é uma ótima atriz, concorda? Rsrs. Obrigado pela visita, Jaime!

    ResponderExcluir