quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Uma marca no universo

Jobs, Miley 
o momento na eternidade
Acabei de chegar de uma sessão de "Jobs" e preciso desabafar: o filme é ruim. Desconfiei que o motivo do fracasso de bilheteria nos Estados Unidos, terra do co-fundador da Apple, fosse Ashton Kutcher. E constatei que esse é só um dos erros. 
Kutcher, com aquela cara de molecote, até se esforça, mas beira a caricatura quando anda e gesticula. A direção, de Joshua Michael Stern (responsável por "obras-primas" como "Promessas de um cara de pau"), peca pela falta de inspiração. Tomadas óbvias e cafonas - com excesso de aplausos, caras e bocas - fazem do filme um engasgo no real universo conturbado de Jobs. 
A mensagem é bonita, porém clichê: os loucos, no bom sentido, é que fazem a diferença no mundo. Neste caso, o louco é um homem que passa de hippie sem estudos a grande empresário da tecnologia, às custas da sanidade, dos amigos, dos amores e, como a gente sabe, até da própria vida. 
Eu ainda estou tentando agarrar a vida e incrementá-la, como Jobs aconselha, porém de um jeito mais sereno e menos inescrupuloso. Não, o cara não foi santo. Glórias como a dele seriam possíveis sem tanta dor e tormento? Seja lá como for, o mundo assistiu à ascensão e queda daquele que pensou o computador como uma extensão de si mesmo e conseguiu vender bem a ideia. Pena que tanta genialidade tenha custado tão caro.
Jobs, sem dúvida, teve aquilo que todos nós perseguimos e poucos alcançam: um momento na eternidade. Deixou sua marca no universo, como gostava de dizer. Apesar do tropeço do filme. Na mesma linha, "A Rede Social", de David Fincher, sobre a criação do Facebook, é muito superior.
Se você não quiser arriscar a pipoca nessa, melhor ir de música mesmo. Vou dar uma sugestão que pode me render bloqueios no Face, mas ouça primeiro! É a nova da Miley Cyrus, ex-Hannah Montana. Esqueça aquela garotinha ingênua da Disney. Ela ficou safada e quer dar na sua cara com o clipe de "Wrecking Ball", hit absoluto na Billboard. A letra fala sobre amor destruidor, com melodia eficiente e produção de gente grande. O vídeo não é exatamente um momento na eternidade, mas ficou lindo. Miley é o azarão da temporada pop nos States. Enquanto Gaga e Katy Perry se degladiam pelo topo, ela chega comendo pelas beiradas, com um som digno, menos farofa e mais black. E pode surpreender. Aumenta aí!


5 comentários:

  1. Oiii Rodrigo!!!Adorando cada vez mais seu Blog, parabensss novamente!!!Obrigada pela diga do filme, nem vou perder tempo e pipoca KKKK!!!Mas esperando ansiosamente sexta feira 13, " A invocação do mal" sera que vai ser bom??E Ate me lembrei, e nem tem como esquecer ne, quando eramos adolescentes, eu, voce e Marilia passavamos nossas tardes de sabado assistindo a filmes de terror, lembra? os tres sentadinhos, olhos colados na tv!!!na epoca do video cassete!!! e quando tinha que rebobinar o filme então!!!aahhh a espera parecia eterna rsrs, mas nos divertiamos mto naquela epoca, nem faziamos ideia de internet, iphone, smartfone etc, alias nem celular tijolão naquele tempo!!e mesmo assim davamos boas risadas de tudo!!e de tudo mesmo lembra? ahh, e detalhe hein, a pipoca que a Marilia fazia e o suco que o Rodrigo preparava nem as melhores bombonieres do UCI,Cinemark e Cinepolis tem igual viu gente!!! E quanto a Miley... nossa parece que "foi ontem" que levei meus filhos para assistirem Hannah montana o filme,e agora ela cresceu, arrasou no clip e na musica!!cortou as longas madeixas, alias um gesto nobre, onde doou os fios para uma instituição que apoia pessoas diagnosticadas com câncer. Enfim o tempo passa, alias voa, e nos continuamos os mesmos de antes, so que mais maduros, e evoluimos de acordo com o tempo e a tecnologia, mas nunca nos esquecemos dos bons e grandes amigos que marcaram nossa infancia e adolescencia : Marilia e Rodrigo, dois irmãos lindos e maravilhosos!!!Bjusss e grande saudade de vocesss!!!!

    ResponderExcluir
  2. Elaine, fiquei emocionado, sabia? Me lembrei de tudo o que você disse e foi uma viagem gostosa no tempo. Precisamos reviver esses dias numa sessão especial, topa? Eu aviso a Marília e a gente combina, que tal?
    Outro dia, comentei de vc com ela e a gente deu boas risadas. Época muuuito boa mesmo!
    Quanto ao filme, acho que "Invocação do Mal" vai ser tuuudo, hehe. E a música da Miley, realmente, é de matar. Tô ouvindo direto. Que bom que ela cresceu!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, adorei o texto...como sempre!!!! A música de Miley realmente é muito boa e madura!!!!
    Adorei a postagem da Elaine!! Nunca esqueço dela, sempre lembro das nossas risadas, dos filmes .... foram momentos muito especiais!!!
    Elaine, um bjo, amiga!!!
    Marília

    ResponderExcluir
  4. Minha irmã querida e puxa-saco, hehe. Brincadeira, Siga! Bjos pra vc também.

    ResponderExcluir
  5. OIII Rodrigo!!topo sim!!!mtas saudades de vc e da Marilia, e das nossas risadas!!!tambem me emociono quando lembro do carinho e da alegria de voces!!!vou deixar recado in box no face pra vc e pra Marilia!!!bjussss

    ResponderExcluir