domingo, 25 de março de 2012

Dúvidas

E se...


"Poucos sabem da dor que passei. Poucos sabem da agonia que senti. Mas todos deveriam saber que nem tudo foi feito para todos".
Natália Pastor Soares Da Conceição

E se eu tivesse mais paciência para ver onde tudo vai dar? Perda de tempo?
E se eu fosse mais decidido, não olhasse para trás? Seria mais fácil?
E se eu me arrependesse, quisesse voltar atrás? Seria possível?
E se eu mudasse meu jeito, meus gostos, me esforçasse mais para agradar aos que se sentaram perto? Perderia minha personalidade?
E se eu fosse menos chato, mais alegre, sorrisse mais, analisasse menos, relaxasse e entregasse pra Deus? Sofreria?
E se eu desligasse o som, calasse as vozes que me encantam, deixasse os DVDs de lado, fosse ao cinema ver um filme que não quero, ou a um barzinho jogar papo fora? Seria bom?
E se eu fingisse que não vejo a indiferença? Melhor assim?
E se eu abafasse meus instintos, minha intuição, que às vezes gritam: "cuidado, vai bater!". Eu dormiria bem?
E se eu dormisse mais cedo, acordasse antes das oito? Me sentiria mais útil?
E se eu começasse a responder às perguntas idiotas com doçura? Minha opinião perderia força?
E se eu esquecesse tudo, deletasse a parte ruim, ficasse só com a boa? Conseguiria?
E se eu aceitasse o fato de que é melhor ficar sem? De que o velho agoniza para dar lugar ao novo, apesar da dor e da criança que esperneia em mim?
E se eu reconhecesse que me tornei alguém ainda mais confuso e hesitante? Posso matar com um tiro na cabeça essas duas características que definem os geminianos?
E se eu resolvesse ter força de vontade e lutar contra o círculo vicioso que se instalou na minha alma e me impediu de girar rumo ao crescimento?
E se eu admitisse que me enfraqueci, porque busquei, porque precisava, porque talvez nunca tenha me conhecido fraco? Ou porque, simplesmente, ainda estou aprendendo a escolher?
E se eu fizesse menos perguntas e fosse atrás das respostas? 

5 comentários:

  1. Rô,

    Seus questionamentos podem estar todos respondidos.
    É importante estarmos sempre atentos aos sinais. E você tem essa sensibilidade. Ah, tem!


    E se eu disesse que estou com saudades?
    Bjão, Rô!

    ResponderExcluir
  2. Lucimara, que saudades de você também. Que bom que apareceu. Você tem razão. Já tenho todas as respostas. E quanto mais os dias passam, após ter tomado uma importante decisão, mais certeza tenho disso. Estou me redescobrindo, minha amiga. E está sendo maravilhoso. Certamente, será também para todos os que estão ao meu redor. Um beijo carinhoso para você e muito sucesso!

    ResponderExcluir
  3. E qual seria o sentido da vida se não houvesse dúvida? Penso que conforme vamos encontrando respostas, novos questionamentos vão surgindo. Eles dependem da fase que estamos.
    Ainda lembra quais eram as suas dúvidas da adolescência? Ri delas hoje? Eu rio das minhas.rs. Na época foram importante pra descobrirmos nós mesmos e o mundo. Não foi?
    Conhecimento e vivência nunca são de mais, né não?
    Vamos que vamos! Abril bate à portaaaa, gatinho.
    Beijo do tamanho da minha vontade de ver vc!

    ResponderExcluir
  4. A vida...o que é a vida ???
    Bom explicar não sei exatamente, mais sei que uma nova fase traz muita coisa boa, novos pensamentos, uma visão mais abrangente, tem momentos que até parece que o melhor seria voltar atras, e se arrepender, mais como saber se será melhor ??? Somente vivendo !!!
    Seja feliz.....seja você.
    Tiago

    ResponderExcluir
  5. Lu, as perguntas nunca vão cessar, não é mesmo? Assim que encontramos as respostas para aquelas que nos afligem, novas surgem. A vida é encontrar respostas. Peço a Deus, todos os dias, oportunidades que me proporcionem sabedoria para encontrar as certas!

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Tiago, pode ter certeza. Estou sendo mais eu do que nunca, coisa que, por algum motivo, tinha perdido. Não estou me pressionando a nada neste momento. É hora de relaxar, me encontrar e deixar a vida se encarregar do resto. Se eu estiver forte e centrado, tenho certeza de que conseguirei tudo o que eu desejar. Obrigado pela visita ao blog!

    ResponderExcluir